quarta-feira, 11 de março de 2009

Seus passos.





E quando caio do seu bolso

Escorrego pelo rosto
Nossos beijos e palavras
Ficam soltos no lugar
E o que dizer desse segundo
Distraído do olhar
Que no infinito corre mundo
Onde o céu encontra o mar
Nesse jogo de reflexo
A certeza me distrai
Seu desejo é meu início
E eu estou tão perto agora, eu sei
Você vai dizer que não
Eu sigo seus passos
A caminho do meu coração
Você vai dizer que não
Eu sigo seus passos
Uma curva, não um risco
Alegria é como um vício
Nesse livro nossa história
Estampada em seu olhar

(Skank)

Um comentário:

Leonardo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.