sábado, 11 de setembro de 2010

Código Azul.

Sempre fui de ter mistério
costumava encantar
até conhecer de perto
o que só faz incomodar.
Com mais mistério que eu
e um jeito azul-esverdeado
fez num piscar da minha vida
eu me perder em fios dourados.
Sempre fui de ter mistério
encontrei alguém melhor e vi
que perdi todo o encanto,
só por isso me rendi.
Tranquei tudo na memória
perdi a chave dessa história
e nunca mais eu quis abrir.
Só que mesmo a contra gosto
fica claro no meu rosto
código azul volta a surgir.
E eu, que sempre fui de ser mistério
e não costumava revelar
tenho segredos de outro hemisfério
que não consigo decifrar.

Nenhum comentário: